Edital e Ficha de Inscrição

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realiza em 2015 a sua 6a edição. Trata-se de um projeto nacional que incentiva a cultura, a arte e a linguagem fotográfica em toda a sua diversidade. Aberto a todos os artistas brasileiros ou residentes no País, o Prêmio é promovido pelo jornal Diário do Pará e conta com o patrocínio da Vale e com as parcerias do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA e do Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA).

São três prêmios no valor de R$ 10.000,00 cada. Os selecionados e premiados participarão da Mostra VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, na Casa das Onze Janelas, que ocorrerá no período de 22 de abril a 28 de junho. Com o tema Tempo Movimento, o objetivo desta edição é abrir espaço para propostas em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes.

O projeto selecionará e premiará obras que estabeleçam dinâmicas de mobilidade da imagem, seja ela fixa ou em movimento, seja congelando ou expandindo a ideia de tempo. Além disso, o projeto incentivará a educação e a pesquisa com uma programação de palestras, encontros com artistas, oficinas e atividade educativa com as escolas. Participe!



VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia – 2015

Tempo Movimento

O corte no tempo e no espaço efetuado pelo ato fotográfico iniciou uma era de profundas mudanças na produção de imagens e na construção de novos modos de representação. Entre as diversas experiências possibilitadas por meio da fotografia estão a suspensão do tempo e a fixação do instante.

Diante de um acontecimen- to, no frescor do fluxo da vida, o ato fotográfico reage congelando o momento e “eternizando o instante” como fomos acostumados a pensar. Tais constatações embrionárias foram, em certo sentido, naturalizadas e ainda permanecem vivas em nossa experiência cotidiana. No entanto, o campo da arte contribuiu para que essas primeiras percepções fossem desdobradas em camadas e construídas em procedimentos cada vez mais distintos.

O surgimento do cinema – fotografia fixa em movimento – veio expandir o sentido de tempo já potencializado pela fotografia e instaurou na imagem técnica suas capacidades narrativas. Na medida em que o cinema avança, a fotografia vai buscar no exercício da série um alimento necessário, utilizando-se desse aspecto para narrar acontecimentos e ampliar a noção de realidade.

Atualmente, já no contexto dos processos digitais no qual a mistura entre cinema, vídeo e fotografia trabalha a favor das narrativas pessoais, das pequenas histórias e ainda da reconfiguração descritiva da vivência social, os artistas da imagem utilizam a fotografia como experiência de um tempo que dura.
Os fotógrafos trabalham o vídeo como um processo desdobrado da experiência fotográfica cujo tempo não foi cortado somente uma vez; foi fatiado em séries, planos-sequência, polípticos. O movimento não é percebido somente no cinema ou no vídeo; está na aparente fixidez de imagens fotográficas montadas em blo- cos, conjuntos, sequências ou inseridas em instalações.

A sexta edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia convoca os artistas a apresentarem trabalhos que estabeleçam essas dinâmicas de mobilidade da imagem, seja ela fixa ou em movimento, seja congelando ou expandindo a ideia de tempo.

Mariano Klautau Filho
Curador Geral VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia



Regulamento

1. Apresentação

1.1 O VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é um projeto rea- lizado em Belém que abrange a fotografia em toda a sua diversida- de, promovido pelo jornal Diário do Pará, empresa da Rede Brasil Amazônia de Comunicação.
1.2 O VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia tem o objetivo de contribuir na ampliação do espaço para a produção fotográfica na- cional consolidando o Pará como lugar de reflexão e criação das artes da imagem e será aberto a todo o território nacional, aos artistas brasileiros ou estrangeiros residentes no país há mais de 3 (três) anos .
1.3 O VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia terá como tema Tempo Movimento. O objetivo desta edição é abrir espaço para pro- postas em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes. O projeto selecionará e premiará trabalhos que estabeleçam dinâmicas de mobilidade da imagem, seja ela fixa ou em movimento, seja congelando ou expandindo a ideia de tempo.

2. Da inscrição

2.1 2.2 O artista poderá inscrever-se livremente e concorrer a qualquer um dos prêmios de acordo com a sua linha de trabalho.
Todos os candidatos deverão enviar o dossiê da obra junto com a ficha de inscrição, devidamente preenchida e de forma legível, e 1 (um) envelope selado e já pago à ECT para devolução no caso de não se- rem selecionados. Este material deverá conter em anexo autorização devidamente assinada pelo autor do trabalho ou seu representante para que a Organização do projeto se encarregue da referida devo- lução. Para os artistas residentes em Belém, a inscrição poderá ser feita pessoalmente no mesmo endereço e em horário comercial de segunda a sexta. Os dossiês deverão ser enviados para:
VI PRÊMIO DIÁRIO CONTEMPORÂNEO DE FOTOGRAFIA
Rua Aristides Lobo, 1055 Bairro Reduto – Belém-Pará – CEP. 66.053-020 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) · Fone: (91) 3355.0002 · 8367.2468
2.2.1 Os dossiês que não possuírem esta documentação ou que não forem retirados até a data do dia 31/7/15 serão inutilizados. O artista residente em Belém deverá retirar seu dossiê e portfó- lio no escritório da Coordenação do projeto no endereço cima.


2.2.2 Os trabalhos deverão ser enviados somente na forma im- pressa. Sendo assim, deverá ser enviado 1 (um) dossiê que contenha os seguintes itens:
· Portfólio com as imagens da série proposta para o Prêmio.
Sendo uma série de, no mínimo, 8 (oito) e, no máximo, 12 (doze)
imagens de até de 24×30 cada uma;
· Breve apresentação sobre o trabalho com no máximo 15 (quinze)
linhas;
· Currículo resumido em 1 (uma) folha;
· Dados técnicos de montagem, formato e dimensões para apre-
sentação da obra, segundo suas especificidades:
a) Para o caso de séries constituídas de dípticos, trípticos ou polípticos, a quantidade permitida de imagens – total das imagens únicas apresentadas no portfólio – será ampliada para até no máximo 16 imagens. É importante ressaltar que neste caso também deverão ser obedecidos os limites apre-
sentados nos 4.3 e 4.4;
b) Paratrabalhosqueseconstituamcomoinstalaçõesouutilizem
outros suportes deverá ser enviado 1 (um) dossiê juntamente com o projeto de montagem com a indicação de quaisquer outros elementos necessários à devida apresentação da obra;
c) No caso de obras em suporte de vídeo, o candidato poderá inscrever no máximo até 3 (três) obras e enviar seus trabalhos em DVD com as especificações técnicas e de montagem, caso seja necessário. Os trabalhos em vídeo não deverão ultrapassar a duração de 7 (sete) minutos.
2.2.3 Para trabalhos coletivos, somente 1 (um) representante assi- nará a ficha de inscrição e os demais nomes que compõem o grupo deverão constar no dossiê e/ou portfólio. Integrantes de coletivos já inscritos não poderão participar individualmente.
2.2.4 O período de inscrição para o VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia será de 19/12/14 a 14/2/15 Para os trabalhos en- viados por correio, a data limite para postagem será o dia 13/2/15. No caso de trabalhos enviados no último dia de pos- tagem é aconselhável o uso de serviços de correio expresso. A Organização do projeto não se responsabilizará por eventuais atrasos dos correios.

3. Da comissão de seleção e premiação

3.1 A Comissão de seleção e premiação do VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia será constituída pelos seguintes profissionais:

3.1.1 Lívia Aquino
Fotógrafa e pesquisadora no campo da imagem. Mestre em Multimeios e doutora em Artes Visuais pela Universidade de Campinas (Unicamp). Coordena e leciona na Pós-graduação em Fotografia da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP-SP). Participou de exposições no Centro Cultural São Paulo (CCSP), no Centro Cultural da Caixa, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, na Fototeca de Cuba em Havana e na mostra Descubrimientos no Festival PhotoEspaña, em Madri. Em 2003, ganhou o Prêmio Porto Seguro Revelação. Edita o blog Dobras Visuais.
3.1.2 Marisa Mokarzel
Curadora, crítica e pesquisadora em Artes. Professora do Mestrado em Comunicação, Linguagens e Cultura e dos cursos de Artes Visuais e Moda, da Universidade da Amazônia (UNAMA). Mestre em História da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará. Atua em comissões e projetos de curadoria no Brasil, entre eles a Rede Nacional FUNARTE Artes Visuais, o Prêmio Marcantonio Vilaça, o Prêmio PIPA, a Bolsa Pampulha e a Bolsa Estímulo à Produção – CCBNB – Fortaleza. Foi curadora do Rumos Visuais – Itaú Cultural em São Paulo e Arte Pará, em Belém. Publicou em 2014 o livro Navegante da Luz sobre o trabalho de Miguel Chikaoka.
3.1.3 Val Sampaio
Artista e pesquisadora em Artes. Professora da Universidade Federal do Pará, na Faculdade de Artes Visuais. Mestre e douto- ra em Comunicação e Semiótica (PUC/SP) e Pós-Doutorado em Poéticas Digitais (ECA/USP). Coordena o Grupo de Estudo Territórios Híbridos, em arte e tecnologia. Participou das exposições Carta aérea na Kunsthaus, Wiesbaden, Alemanha; Amoreiras – 3M Arte Digital com Grupo Poéticas Digitais, Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, Cidade Rede, no Museu Casa das Onze Janelas, Entre lugares, no Museu da UFPa e Cavername – Festival ART.MOV em Belém.
3.2 A Comissão de Seleção e Premiação do VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia selecionará até no máximo 25 artistas, incluindo os 3 (três) contemplados com os prêmios.
3.2.1 A Comissão terá a liberdade de contemplar o artista com qualquer uma das três premiações. Fica claro que o projeto não propõe hierarquia na premiação.
3.2.2 A Comissão terá autonomia para decidir pela não concessão de prêmio para nenhuma das obras, caso não representem, segundo análise, as proposições desta edição.



4. dos trabalhos selecionados

4.1 Os trabalhos selecionados deverão ser entregues até no máximo dia 16 de abril de 2015. Para os artistas que não residirem em Belém recomenda-se atenção quanto à data de envio das referidas obras. Os trabalhos deverão ser enviados sem custos para a organização do projeto, ficando esta encarregada da devolução das obras no prazo de 30 dias a contar da data de encerramento da mostra. Os trabalhos deverão ser endereçados para:
VI PRÊMIO DIÁRIO CONTEMPORÂNEO DE FOTOGRAFIA
Rua Aristides Lobo, 1055 Bairro Reduto – Belém-Pará – CEP. 66.053-020 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) · Fone: (91) 3355.0002 · 8367.2468
4.2 Os trabalhos deverão ser embalados com material resistente que não comprometa a integridade física da obra, devendo o artista enviar em anexo as orientações para acondicionamento na devolução, que será feita com reaproveitamento do material de embalagem enviado, fator importante para a devolução do trabalho.
4.3 Para as obras bidimensionais os tamanhos não devem ultrapassar o formato de 50×60cm. Para os casos de instalação ou objeto, o espaço físico destinado à obra não deverá ultrapassar a largura de 2,00m×3,00m e altura de 2,20m (dois metros e vinte centímetros), incluindo propostas para instalação de parede.
4.4 No caso de séries constituídas a partir de dípticos, trípticos ou políp- ticos o tamanho final de apresentação do trabalho deverá obedecer aos mesmos limites propostos para instalação ou objeto descritos no item 4.3.
4.5 Não é aconselhável o uso de foamboard para montagem devido a sua fragilidade às condições climáticas da região norte, sendo sugerido em substituição, o uso de PVC ou outro material similar de maior resistência. A organização não se responsabilizará por eventuais danos provenientes do uso do material mencionado.
4.6 Os trabalhos audiovisuais deverão ser entregues nas mídias Blu-ray, DVD ou pen drive cujos equipamentos serão disponibilizados pela organização do projeto. Entretanto, esta não se responsabilizará por problemas de incompatibilidade tecnológica, devendo o artista selecionado fazer com antecedência a checagem de mídias do seu trabalho.




5 da premiação e valores

5.1 Serão oferecidos 3 (três) prêmios no valor de R$ 10.000,00 cada, de acordo com as seguintes linhas de trabalho.
5.1.1 Prêmio Tempo Movimento – Destinado a todos os artis-
tas selecionados que apresentem trabalhos de abordagem documental, voltados ao cotidiano – região, paisagem ou comunidade – ou originados de um projeto específico de documentação;
5.1.2 Prêmio Diário Contemporâneo – Destinado a todos os artistas selecionados cujo trabalho fotográfico apresente relações com outras linguagens e suportes – instalação, vídeo, objeto, performance, ou ainda proponha novas sintaxes na repre- sentação fotográfica;
5.1.3 Prêmio Diário do Pará – Destinado somente a fotógrafos pa- raenses e/ou residentes atuantes no Pará por pelo menos 3 (três) anos. Este prêmio abrange todas as poéticas e propos- tas conceituais.
5.2 Será oferecida uma ajuda de custo aos artistas selecionados para a produção de suas obras no valor de até R$ 1.200,00 (Hum Mil e Duzentos Reais) cujo pagamento será efetuado após um mês da data da abertura da mostra, mediante a apresentação das notas fiscais dos serviços de produção da obra fotográfica. Uma única nota poderá ser enviada no valor total da ajuda de custo ou uma quantidade de notas de produção dos serviços que somadas atinjam o valor men- cionado. Atenção: não serão aceitas notas fiscais avulsas e o valor a ser repassado para o artista será de até R$ 1.200 reais.
5.3 As notas fiscais deverão ser emitidas em nome da RBA Rede Brasil Amazônia de Televisão Ltda – CNPJ: 05.143.490/0001-07. Inscrição Estadual: 15113279-8 / Inscrição Municipal: 072 525-2 e deverão ser enviadas para contato@diariocontemporaneo.com.br ou por correios com a seguinte identificação de destinatário:
VI PRÊMIO DIÁRIO CONTEMPORÂNEO DE FOTOGRAFIA
Rua Aristides Lobo, 1055 Bairro Reduto – Belém-Pará – CEP. 66.053-020 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) · Fone: (91) 3355.0002 · 8367.2468


6 da programação geral

6.1 O VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realizará mostra coletiva com os trabalhos dos artistas selecionados e premiados nas salas Valdir Sarubi, Sala Gratuliano Bibas e Laboratório das Artes do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas em Belém. O projeto incluirá
em sua programação a participação de um artista especialmente convidado da edição, cuja mostra será apresentada no Museu da Universidade Federal do Pará, instituição parceira do projeto. Para o mesmo museu, está programada uma mostra especial reunindo a produção recente de artistas paraenses com trabalhos selecionados pela curadoria do projeto.
6.2 Além das mostras expositivas, o projeto é constituído por palestras, encontros com artistas, oficinas e atividades de arte educação. As atividades ocorrerão nos meses de março a junho de 2015.


7 da publicação do catálogo

7.1 O projeto publicará na edição seguinte a esta o catálogo das imagens dos trabalhos selecionados e premiados e ensaio do artista convidado. A publicação incluirá textos críticos, artigos e entrevistas concebidos originalmente para a programação realizada.
7.2 Após o resultado de seleção e premiação, todos os artistas selecio- nados deverão enviar imagens em alta resolução de seus trabalhos para a divulgação do projeto e publicação do catálogo.
7.3 Os artistas premiados e selecionados receberão uma cota de 3 (três) exemplares do catálogo do projeto.


8 disposições gerais

8.1 É proibida a participação de membros da diretoria da empresa pro- motora e patrocinadora do projeto, assim como de parentes dos membros da equipe de organização, comissão de seleção e premiação.
8.2 Os trabalhos a serem inscritos não precisam ser inéditos, porém não será aceita a inscrição de obras premiadas em outros projetos.
8.3 Os 3 (três) trabalhos premiados serão incorporados ao acervo do Espaço Cultural da Casa das Onze Janelas e 2 (duas) obras do artista convidado serão doadas ao acervo do Museu da UFPA. Neste caso caberá à direção do MUFPA decidir em comum acordo com o artista sobre quais obras deverão compor seu acervo e definir qualquer
especificação técnica que porventura venha a ser necessária.
8.4 A divulgação dos premiados e selecionados será feita pela impren- sa, internet e site do projeto. Em caso de desistência do artista em participar ou caso não seja localizado no prazo de 7 (sete) dias após a divulgação do resultado, sua participação ficará automaticamente
cancelada.
8.5 A comissão de seleção e premiação é soberana para definir o resultado
final da mostra e a inscrição do candidato importa em aceitação de todas as condições propostas no presente regulamento.

8.6 O VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia e a Casa das Onze Janelas oferecerão as condições adequadas para a mostra, devendo todos os artistas selecionados fazer seguro de suas obras, pois a organização do projeto estará isenta de qualquer responsabilidade em caso de eventuais sinistros ou danos aos trabalhos.
8.7 No caso dos trabalhos dos artistas convidados, o projeto se encar- regará dos custos de produção, transporte, embalagem, seguro das obras e outras necessidades técnicas para apresentação do trabalho.
8.8 Os artistas selecionados e convidados ao participarem das exposições cedem de forma não onerosa para o projeto as imagens de seus traba- lhos durante o período de 1 (um) ano, a contar da data de abertura da mostra, que poderão ser utilizadas nas peças de divulgação por parte da empresa promotora e de seus patrocinadores, assim como para a publicação do catálogo do projeto. Estes também cedem durante esse período os direitos de exibição online dos trabalhos expostos nos museus para uma mostra virtual. As imagens dos trabalhos terão baixa resolução de tela, apenas para visualização, como forma de evitar a cópia resguardando assim os direitos de autoria. O projeto garante os devidos créditos dos artistas e a informação de que as referidas imagens, no caso de utilização, sejam contextualizadas no âmbito do projeto.


8.9 Calendário

8.9.1 Lançamento do edital de 2015 e do catálogo de 2014: 18/12/15
8.9.2 Inscrição: 19/12/14 a 14/2/15
8.9.3 Seleção: 25 a 27/2/15
8.9.4 Entrega dos trabalhos selecionados: 9/3 a 16/4/15
8.9.5 Montagem da mostra: 15 a 21/4/15
8.9.6 Abertura da mostra:
8.9.6.1 Espaço Cultural Casa das Onze Janelas: 22/4/15
8.9.6.2 Museu da UFPA: 23/4/15
8.9.7 Oficinas e palestras: de março a junho de 2015
8.9.8 Ação educativa: 28/4 a 28/6
8.9.9 Desmontagem da mostra: 29/6 a 5/7/15
8.9.10 Devolução dos trabalhos: Até 31/7/15