Programação

Share This:

PROGRAMAÇÃO

EXPOSIÇÕES
Mostra “Interseções, 2010/2019”
Artistas premiados, selecionados e convites da curadoria
Museu do Estado do Pará – 07/08 a 22/09

Artistas Convidados
Museu da UFPA – 08/08 a 22/09

 

CURSOS
Leituras conscientes, nas entrelinhas do Brasil
Dairi Paixão
18, 19 e 20/07 – Museu da UFPA

Práticas curatoriais: fotografia e imagem fotográfica em exposição (INSCRIÇÕES AQUI)
Tadeu Chiarelli (SP)
27 a 30/08

 

OFICINA
O Som da Imagem
Cláudia Tavares (RJ)
12 e 13/08 | 14 às 18h | Museu da UFPA

 

CONVERSAS COM ARTISTAS
Danielle Cavalcante (CE), Julia Milward (SP) e Rodrigo José (PA)
08/08 | 19h | Museu do Estado do Pará

Bruno Zorzal (ES) e Claudia Tavares (RJ)
09/08 | 19h | Museu do Estado do Pará

 

PALESTRAS
Lutas criativas no campo da arte: As experiências da Bahia no Prêmio Pierre
Verger e no Programa Kabum! de Arte e Tecnologia
Isabel Gouvêa
24/06 | 19h | Museu da UFPA

Quanto impacta o colecionismo, o mercado, as galerias de arte e as políticas de
Estado na carreira de artistas?
Nei Vargas (RS)
14/08 | 19h

 

RODA DE CONVERSA
Mulheres Anarquistas das primeiras décadas de 1900: o que elas nos ensinam
em seus escritos e contribuem para a luta anarcofeminista atual
Fernanda Grigolin e Samanta Colhado (SP)
Mediação: Val Sampaio (PA)
07/09

 

LEITURA
Jornal O Borda – Sessão de leitura
Fernanda Grigolin (SP)
09/09

 


Museu do Estado do Pará
Praça D. Pedro II, s/n. – Cidade Velha

Museu da UFPA
Av. Governador José Malcher – esquina com Generalíssimo Deodoro


SERVIÇO
Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia
Informações: Rua Gaspar Viana, 773 – Reduto
www.diariocontemporaneo.com.br
Contatos: (91) 3184-9310 e 98367-2400
diariocontemporaneodfotografia@gmail.com

2 comentários em “Programação

  1. Parabens pela iniciativa. Li o regulamento e sao de premiações como essas que os artistas paraenses precisam pra desenvolver mais ainda seus talentos. E que haja muitas inscrições e esse seja o começo de um novo ciclo pra fotografia e meios audiovisuais.

    Marcos Corrêa

  2. Sou professora de Língua Portuguesa e nessa época de multiletramento, em que precisamos ter competência de leituras diversas, é primordial termos ações de incentivo à leitura como essa. As palestras capacitam nosso olhar para vermos com melhor clareza o homem, seus contextos e suas ideias e as exposições, certamente,abrem nossa mente para sensações de uma humanidade plena que a arte pode proporcionar. Imensamente, agradeço. Rita Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *