Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia inscreve até dia 26 de março

Share This:

As inscrições para a 9ª edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia foram prorrogadas até o dia 26 de março. O projeto concederá três prêmios no valor de R$10.000,00 cada, sendo dois deles na forma de bolsa para residência artística. O edital com a ficha de inscrição está disponível no site www.diariocontemporaneo.com.br.

Autômatos, de Péricles Mendes, selecionado na 5ª edição.

Os trabalhos terão como ênfase a temática “Realidades da Imagem, Histórias da Representação”. O tema escolhido tem como objetivo selecionar e premiar obras que proponham uma reflexão ampla sobre a prática social por meio da arte e o fazer artístico como expressão histórica. O Diário Contemporâneo abre espaço também para propostas em vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes.

Serão selecionados no máximo vinte artistas, incluindo os três premiados. O artista poderá inscrever-se livremente e concorrer a qualquer um dos prêmios de acordo com a sua linha de trabalho.

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é um projeto nacional realizado pelo jornal Diário do Pará com apoio da Vale, apoio institucional do Museu do Estado do Pará – MEP, do Sistema Integrado de Museus/Secult-PA e do Museu da UFPA.

SERVIÇO:  IX Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia inscreve até dia 26 de março. Informações: Rua Gaspar Vianna, 773 – Reduto. Contatos: (91) 3184-9310; 98367-2468; diariocontemporaneodfotografia@gmail.com e www.diariocontemporaneo.com.br.

Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia prorroga inscrições até dia 17

Share This:

o 8º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia decidiu prorrogar suas inscrições até o dia 17 de fevereiro. Para os trabalhos enviados via Correios até a data limite (17), é imprescindível o uso de serviços de correio expresso (SEDEX), uma vez que a seleção está marcada para iniciar no dia 21.

A comissão de seleção e premiação desta edição será composta por Alexandre Sequeira (PA), artista plástico e fotógrafo; Camila Fialho (RS), pesquisadora independente em artes; e Isabel Amado (RJ), curadora e especialista em conservação.

SERVIÇO: Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia prorroga inscrições até dia 17 de fevereiro. Edital e Ficha de Inscrição no site http://www.diariocontemporaneo.com.br.  Realização do Jornal Diário do Pará, com patrocínio da Vale, apoio institucional da Casa das Onze Janelas do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA, Sol Informática e Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA). Informações: Rua Aristides Lobo, 1055 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) – Reduto. Contatos: (91) 3355-0002; 98367-2468 e diariocontemporaneodfotografia@gmail.com.

Conheça os locais de retirada do edital impresso

Share This:

O edital da 8ª edição está disponível no site http://www.diariocontemporaneo.com.br/ e na secretária do Projeto, que fica localizada na Aristides Lobo, 1055 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa), no bairro do Reduto.

Além disso, é possível encontrar o edital impresso nos seguintes locais: Museu da UFPA, Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, Recepção do Jornal Diário do Pará, Belém Photos e Associação Fotoativa.

Retire o seu e inscreva-se até 15 de fevereiro!

Residência Artística é a grande novidade da 8ª edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia

Share This:

Por: Debb Cabral

As residências artísticas dão ao residente os suportes físico e financeiro que ele precisa, além da orientação e acompanhamento da sua produção artística. A 8ª edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia tem este formato de intercâmbio como grande novidade. Suas inscrições, que estão abertas, seguem até o dia 15 de fevereiro e os interessados podem encontrar no site www.diariocontemporaneo.com.br o edital e a ficha de inscrição.

As propostas artísticas para as residências terão como ênfase a temática “Poéticas e lugares do retrato” da 8ª edição. Por meio dessa prática colaborativa, o projeto, que se já consolidou entre os grandes editais do país, quer aprimorar o diálogo entre as produções local e nacional.

Foto de Alexandre Sequeira. Sem título, da série “Residência São Jerônimo” (2015)

Segundo Mariano Klautau Filho, curador do projeto, “uma residência artística permite que o artista desenvolva um trabalho em que o processo e a troca de experiências são tão importantes quanto os resultados finais. O Diário Contemporâneo sempre foi um projeto comprometido com a formação em arte e a pesquisa sobre fotografia como linguagem. Transformar dois prêmios em residência artística resulta do nosso interesse na experimentação, no fluxo de artistas entre Belém e outros lugares do Brasil. É claro que isso muda a dinâmica e as expectativas em relação aos sete anos do Prêmio, mas achamos que é melhor apostar numa experiência de intercâmbios do que repetir um mesmo padrão estabelecido há anos, por mais que tenha sido bem sucedido. Assim como o Prêmio criou uma coleção, podemos promover as residências porque envolvem o artista mais intensamente no projeto, suscitando uma relação de partilha com o público sobre o processo criativo”.

Nesta edição, um artista de Belém fará residência artística em São Paulo, sob a orientação da artista e pesquisadora Lívia Aquino, em parceria com o Atelier Condomínio Cultural; e um artista de fora da capital paraense fará em Belém, sob a orientação do artista e pesquisador Alexandre Sequeira, por meio de seu projeto de pesquisa “Residência São Jerônimo”, que surgiu a partir de seu projeto de doutorado na UFMG. Segundo Alexandre, a pesquisa busca “a partir da permanência de artistas em uma casa desgastada pelo tempo e prenha de memórias e histórias, suscitar discussões e reflexões poéticas acerca da memória e da sobrevivência de imagens”.

Sobre o encontro das propostas ele comentou: “considero a ideia do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, de incorporar a Residência São Jerônimo como um dos espaços de acolhimento de artistas premiados pelo evento, como uma possibilidade de um rico encontro, na medida em que a fotografia tem sua essência conceitual e filosófica intimamente relacionada à memória. Do mesmo modo, considero uma questão absolutamente pertinente e essencial de ações dessa natureza acontecerem em Belém, pelo fato de, a meu ver, ser uma cidade que demonstra certa resistência em lidar com suas heranças”.

Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia trata-se de um projeto nacional, que em seus anos de atuação contribuiu para a consolidação do Pará como lugar de reflexão e criação em artes. É uma realização do jornal Diário do Pará, com patrocínio da Vale, apoio institucional do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA, do Museu da UFPA e apoio da Sol Informática.

SERVIÇO: O VIII Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia recebe inscrições até 15 de fevereiro. Informações: Rua Aristides Lobo, 1055 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) – Bairro: Reduto. Contatos: (91) 3355-0002, 98367-2468; diariocontemporaneodfotografia@gmail.com e www.diariocontemporaneo.com.br.

Acesse o edital desta 8ª edição

Share This:

 

 EDITAL e FICHA DE INSCRIÇÃO

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realizará em 2017 a sua 8ª edição. Trata-se de um projeto nacional que incentiva a cultura, a arte e a linguagem fotográfica em toda a sua diversidade. Aberto a todos os artistas brasileiros ou residentes no País, o Prêmio é promovido pelo jornal Diário do Pará e conta com o patrocínio da Vale e com as parcerias do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA e do Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA).

São três prêmios no valor de R$ 10.000,00 cada, sendo que dois deles serão concedidos na forma de bolsa para residência artística nas cidades de São Paulo e de Belém. Os selecionados e premiados participarão da Mostra VIII Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, na Casa das Onze Janelas, que ocorrerá no período de 04 de maio a 02 de julho.

Com o tema “Poéticas e lugares do retrato”, o objetivo dessa edição é abrir espaço para propostas em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes. O projeto selecionará e premiará obras que proponham um diálogo com as práticas e poéticas do retrato, desde a sua configuração tradicional até as experiências e representações que possam expandir os seus lugares e significados enquanto ação artística. Além disso, o projeto incentivará a educação e a pesquisa com uma programação de palestras, encontros com artistas, oficinas e atividade educativa com as escolas.

Participe!

Diário Contemporâneo abre inscrições para a 8ª edição

Share This:

Por: Debb Cabral

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realiza em 2017 a sua 8ª edição. Depois de se voltar para a Coleção de Fotografias este ano, o projeto retorna ao formato de edital. “Poéticas e lugares do retrato”, temática escolhida, tem como objetivo selecionar e premiar obras que proponham um diálogo com as práticas e poéticas do retrato, desde a sua configuração tradicional até as experiências e representações que possam expandir os seus lugares e significados enquanto ação artística. As inscrições estão abertas e seguem até 15 de fevereiro de 2017. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.diariocontemporaneo.com.br.

Belém, Pará, Brasil. Cidade. Palacete Faciola, Martín Pérez, UY e Cecilia Moreno, RN. Artista convidado da 7ª edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. 10/03/2016. Foto: Martín Pérez.
Palacete Faciola. Foto: Martín Pérez

O retrato é uma das mais tradicionais formas da fotografia. Segundo Mariano Klautau Filho, curador do projeto, “a proposta desse tema é trabalhar sobre o gênero retrato, ampliar a sua significação para além da figura humana, ou seja, pensar os espaços em que ocorrem as identificações e identidades e olhar os lugares no quais ocorrem os diálogos”. O Diário Contemporâneo abre espaço também para propostas em vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes.

São três prêmios no valor de R$10.000,00 cada, sendo que dois deles serão concedidos na forma de bolsa para residência artística nas cidades de São Paulo e Belém. Os selecionados e premiados participarão da 8ª Mostra Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, que ocorrerá no período de 04 de maio a 02 de julho de 2017.

O artista poderá inscrever-se livremente e concorrer a qualquer um dos prêmios de acordo com a sua linha de trabalho. Serão selecionados no máximo vinte e cinco artistas, incluindo os três premiados.

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

A grande novidade desta 8ª edição são os dois prêmios no formato de intercâmbio. Um artista de Belém fará residência artística em São Paulo, sob a orientação da artista e pesquisadora Lívia Aquino, em parceria com o Atelier Condomínio Cultural; e um artista de fora da capital paraense fará em Belém, sob a orientação do artista e pesquisador Alexandre Sequeira, por meio de seu projeto de pesquisa “Residência São Jerônimo”. A premiação destes será usada como recurso para a realização de sua proposta poética no período de até 45 dias e o resultado será apresentado na mostra junto aos selecionados. “A residência é uma forma de fazer com que os artistas se envolvam mais na formação do projeto”, explicou Mariano.

O JURI

Alexandre Sequeira (PA) é artista plástico e fotógrafo. Mestre em Arte e Tecnologia pela UFMG, doutorando em Arte pela mesma Instituição e professor do Instituto de Ciências da Arte da UFPA. Desenvolve trabalhos que estabelecem relações entre fotografia e alteridade social.

Camila Fialho (RS) é pesquisadora independente em artes. É colaboradora da Associação Fotoativa, na coordenação do Núcleo de Pesquisa e do Laboratório de Projetos. Formada em Letras e Mestre em Literatura Francesa, tem especialização em Práticas Curatoriais e Gestão Cultural. Em suas pesquisas, transita entre reflexões sobre o território da Amazônia contemporânea, tensões entre palavra e imagem, práticas colaborativas e gestão em espaços híbridos independentes.

Isabel Amado (RJ) é curadora e especialista em conservação. Desde 2000 dirige a empresa Anima Montagens, especializada na organização e na manutenção de arquivos e acervos de fotografia. É sócia da Galeria da Gávea, especializada em fotografia brasileira contemporânea, inaugurada em agosto de 2009, no Rio de Janeiro e mantêm um escritório em São Paulo especializado em fotografias vintage.

Aberto a todos os artistas brasileiros ou residentes no país, o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia trata-se de um projeto nacional, que em seus anos de atuação contribuiu para a consolidação do Pará como lugar de reflexão e criação em artes, além de proporcionar o diálogo entre a produção local e nacional. É uma realização do jornal Diário do Pará, com patrocínio da Vale, apoio institucional do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA, do Museu da UFPA e apoio da Sol Informática.

SERVIÇO: VIII Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia já está com inscrições abertas. Informações: Rua Aristides Lobo, 1055 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) – Reduto. Contatos: (91) 3355-0002; 98367-2468; premiodiario@gmail.com, contato@diariocontemporaneo.com.br e www.diariocontemporaneo.com.br.

Passeio pela fotografia brasileira

Share This:

A dinâmica urbana como metáfora da expansão da linguagem fotográfica norteia o II Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, que será lançado hoje, às 19h, no Museu da UFPA. Depois de se debruçar sobre a diversidade cultural brasileira em sua primeira edição, desta vez o projeto toma como ponto de partida a cidade como lugar privilegiado de ação da cultura. E propõe ao artista um exercício sobre o universo urbano, seu cotidiano, suas imagens e representações.

A ideia é exaltar a fotografia em suas múltiplas possibilidades de linguagem, suporte e poética, sob o tema “Crônicas Urbanas”. “O artista contemporâneo é parte importante na reconstrução dos valores urbanos. E a cidade do século XXI é desafiadora para o fotógrafo de hoje, porque é constituída de crise e superação diante das questões sociais, ambientais e artísticas”, diz Mariano Klautau Filho, curador geral do projeto.

As inscrições para o II Prêmio Diário Contemporâneo estão abertas a partir do dia 3 de janeiro e seguem até o dia 5 de fevereiro de 2011. Para ver o regulamento, basta acessar o site do projeto: www.diariocontemporaneo.com.br. O concurso, voltado a artistas de todo o Brasil, oferecerá três prêmios no valor de R$ 10 mil cada: Prêmio Crônicas Urbanas, destinado aos fotógrafos que apresentem trabalhos de abordagem documental, voltada ao cotidiano ou originados de um projeto autoral de documentação; Prêmio Diário Contemporâneo, voltado a todos os artistas selecionados cujo trabalho fotográfico dialogue com a instalação, vídeo, objeto ou performance; e Prêmio Diário do Pará, voltado exclusivamente a fotógrafos paraenses ou atuantes no Pará por pelo menos três anos, abrangendo todas as propostas conceituais.

Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada pelo pesquisador e artista visual Alexandre Sequeira, e os pesquisadores e curadores Tadeu Chiarelli e Marisa Mokarzel. A primeira edição do projeto, que recebeu 247 inscrições de 45 cidades brasileiras, consagrou os paraenses Octávio Cardoso e Paulo Wagner Oliveira, e o coletivo Parênteses, de São Paulo, escolhidos nas categorias “Brasil Brasis”, “Diário do Pará” e “Diário Contemporâneo”, respectivamente.

FORMAÇÃO

Além da mostra coletiva, que será realizada no Museu da UFPA com trabalhos dos artistas selecionados e premiados e mais a participação de um fotógrafo convidado pela curadoria, o projeto prevê uma ampla programação que inclui ciclo de palestras, encontros com artistas, oficinas, atividades de arte-educação e publicação de livro. Segundo Jader Barbalho Filho, diretor presidente do Diário, o caráter de formação do projeto, que não se encerra enquanto prêmio, busca incentivar o surgimento de novos artistas.

“Nosso estado sempre se destacou pelo talento dos seus fotógrafos. Entretanto, o público local não tinha tantas oportunidades de apreciar a beleza e talento produzido por esses artistas. O Prêmio Diário Contemporâneo tem o objetivo claro de aproximar artistas do público e, ao mesmo tempo, dar a chance aos paraenses ou residentes no estado de conhecer ainda mais a produção local e nacional. As oficinas e atividades programadas durante o evento permitem a formação, o aperfeiçoamento e a revelação de novos talentos”, diz.

“Em um país que carece tanto de educação, não teria sentido fazermos um projeto que se limitasse a prêmios. O prêmio é muito importante para a sobrevivência do artista, mas este é um projeto de formação e que por isso inclui pesquisa, reflexão e atividades que promovam o encontro do público, do estudante, com a arte fotográfica”, completa Mariano Klautau.

Dentre as novidades desta segunda edição, está uma mostra especial com trabalhos dos fotógrafos do Diário. A exposição, cuja curadoria será assinada por um fotógrafo indicado, será montada no Museu Casa das Onze Janelas, ocupando a Sala Gratuliano Bibas e o Laboratório das Artes. É importante destacar que a participação na mostra não inviabiliza a inscrição dos fotógrafos do Diário como candidatos ao prêmio.

LIVRO

A cerimônia de hoje também marca o lançamento do livro-catálogo da primeira edição do projeto. Além das imagens dos trabalhos que integraram a mostra, a publicação reúne textos críticos, artigos e entrevistas que servirão como referência para quem pesquisa arte no Brasil. “O catálogo do prêmio reflete o seu caráter formativo. Temos, por exemplo, textos como o da [fotógrafa] Cláudia Leão, que atualmente desenvolve tese de doutorado na PUC de São Paulo, e uma parte importante da pesquisa de mestrado do jornalista e curador de fotografia Eder Chiodetto sobre mídia e representação, onde ele analisa a fotografia como informação na imprensa contemporânea. Este trabalho foi defendido no programa da Escola de Comunicação e Artes da USP e foi publicado em primeira mão no catálogo do Prêmio Diário Contemporâneo”, adianta Klautau.

“Destaco também o excelente artigo de Patrick Pardini sobre paisagem e retrato, que nos ajuda a pensar o conjunto de imagens que compuseram a mostra de fotografia da primeira edição do prêmio. Poder fazer uma publicação deste tipo é ainda raro no Brasil e estamos fazendo isso aqui no Pará”, ele ressalta.

Para Karla de Melo, gerente de comunicação regional da Vale, patrocinadora do projeto, “O catálogo proporciona um convite: a partir da visão particular de cada fotógrafo, podemos entender melhor a diversidade que torna nosso país um lugar único. Além disso, cada fotografia proporciona um deleite visual que faz bem ao olhos e à alma”.

PARTICIPE

Lançamento do II Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. Hoje, às 19h, no Museu da UFPA (Av. Governador José Malcher, esquina com Generalíssimo Deodoro). Entrada franca. Informações: 3224-0871 / 3242–8340 e contato@diariocontemporaneo. com.br. Realização: Diário do Pará. Apoio: Museu da UFPA. Patrocínio: Vale.