Oficina do Diário Contemporâneo exercitou a relação entre “O Retrato e o Tempo”

Share This:

O 8º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia ofertou ao público, no período de 05 a 08 de junho, mais uma programação formativa. A oficina “O Retrato e o Tempo”, foi ministrada pelo professor de artes visuais, desenhista e fotógrafo, Valério Silveira e contou com uma metodologia que instigava o olhar para si e para o outro.

Valério Silveira selecionou todos as pessoas que se inscreveram, seu único critério era que o participante gostasse de fotografia. Dessa maneira, a oficina foi amplamente democrática e teve a participação desde fotógrafos experientes até os iniciantes, que encontraram na ação formativa do Diário Contemporâneo o seu primeiro contato com os exercícios do fazer e da reflexão fotográfica.

Belém, Pará, Brasil. Cultura. Oficina O Retrato e o tempo com Valério Silveira, realizado durante a programação da VIII edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. 08/06/2017. Foto: Irene Almeida.
Foto: Irene Almeida

O professor apresentou um pouco do princípio da fotografia, sua história, relação com as outras linguagens artísticas e com a sociedade, além da democratização do fazer fotográfico com o advento da imagem digital e a portabilidade das câmeras.

Questões éticas como intimidade e respeito com o fotografado também foram debatidas. A fotografia é uma maneira de se aproximar das pessoas, se comunicar com elas, pois “quem retrata, também coloca um pouco de si na foto”, afirmou Valério.

Memória e o medo da própria imagem. O homem persegue o tempo. “Nós temos uma série de retratos nossos feitos ao longo da vida e aqueles nas imagens não são que somos, mas quem um dia fomos”, refletiu. A máquina fotográfica seria então uma máquina do tempo? Qual é o tempo da fotografia? Muita coisa acontece antes e depois do instante do clique. “A fotografia retira do tempo o que o tempo retira do homem”, acrescentou.

Com todas essas questões em mente, Valério propôs aos participantes retratar um colega, mas também permitir que ele o fotografasse. O retrato envolve a pose e o consentimento, é uma frontalidade que comunica.

“A vivência foi muito boa. Foi interessante poder fotografar outros colegas, treinar outras técnicas e aprender mais. O que eu preciso agora é praticar as técnicas que eu não domino, pois algumas eu quero dominar com a excelência que o Valério faz. Acho que partir daí as coisas possam mudar”, contou Úrsula Bahia, fotógrafa com mais de 20 anos de experiência na área e que participou da oficina.

Além da primeira, dedicada aos debates sobre a temática da oficina, foram duas tardes de produção e uma de seleção, em uma espécie de curadoria coletiva, na qual todos compartilharam as imagens produzidas, suas dificuldades, surpresas e relatos de experiências. “Toda fotografia reconstrói seus lugares e personagens, mais que tudo, reconstrói suas memórias”, finalizou Valério Silveira.

Foto: Beatriz Araújo
Foto: Elisa Bentes

VISITAÇÃO

A exposição “Poéticas e Lugares do Retrato” exibe os trabalhos premiados, selecionados e participações especiais da 8ª edição do Diário Contemporâneo. As obras ficam divididas entre o Museu da UFPA e o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas. Além disso, o MUFPA recebe a mostra individual “Interiores”, com trabalhos de Geraldo Ramos, artista convidado. A visitação segue até dia 30 de junho, no MUFPA e 02 de julho, nas Onze Janelas.

 SERVIÇO: O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é uma realização do Jornal Diário do Pará, com patrocínio da Vale, apoio institucional do Museu da Universidade Federal do Pará, Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus/SECULT-PA e apoio da Sol Informática. Informações: Rua Gaspar Vianna, 773 – Reduto. Contatos: (91) 3184-9310; 98367-2468; diariocontemporaneodfotografia@gmail.com e www.diariocontemporaneo.com.br.

Selecionados para a oficina com Valério Silveira

Share This:

A oficina “O Retrato e o Tempo”, com Valério Silveira, é uma ação do 8º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia que tem como objetivo incentivar e fomentar a educação e a pesquisa no campo da fotografia.

Foto: Valério Silveira

Todos os inscritos receberam comunicação via email informado na ficha de inscrição. É imprescindível a confirmação do recebimento do email e a participação na oficina até segunda-feira (05) pela manhã. O não retorno será entendido como desistência.

Confira a lista dos selecionados:

  1. Alesson da Silva Barros
  2. Aline Carneiro Bezerra
  3. Aline da Silva Lima
  4. Amanda Barros Melo
  5. Antônio Augusto Ferreira
  6. Beatriz Araújo
  7. Bethania da Cunha Salgado
  8. Carla Augusta da Silva Barroso
  9. Chrystian Figueiredo
  10. Deia do Socorro Pinheiro Lima
  11. Diego de Queiróz Barbalho
  12. Eder Augusto Coutinho Proença
  13. Eduardo Magalhães de Castro
  14. Felipe Matheus conceição brito
  15. Felipe Samir Tavares Damasceno
  16. Fernando José Paranhos de Almeida
  17. Franciney Carvalho Palheta
  18. German Felipe Tapia Riveros
  19. Helisama Mercês Lobato de Abreu
  20. Jade Pureza Santos
  21. Janderson Costa Gonçalves
  22. João Daniel Ferraz Santos
  23. Karla Rocha de Farias
  24. Letícia Araujo Cordeiro
  25. Lucyeny Maria Carvalho de Abreu Rosa
  26. Luis Gustavo Barros Azevedo
  27. Marcélia Cristina Silva Rosário
  28. Marcelo Kalif
  29. Maria do Socorro Chuva Simonetti
  30. Maria Eliza Marçal Bentes
  31. Nina Daia Carvalho dos Santos
  32. Rafael Augusto Canelas Aguilera
  33. Rafael Fernando Serrão Chaves
  34. Rao Godinho
  35. Rogério Migdon Vieira da Silva
  36. Rosana Maria Rodrigues Crespo Teixeira
  37. Ruan Pinheiro Peçanha
  38. Ursula Bahia
  39. Vanessa Cardoso Gama
  40. Vanessa de Fátima Fernandes Vinagre
  41. Ylen Braga Brito

[ENCERRADO] “O Retrato e o Tempo” – Oficina com Valério Silveira está com inscrições abertas

Share This:

As mostras do 8º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia seguem com visitação aberta ao público. Além disso, o projeto inscreve até dia 02 de junho para a oficina “O Retrato e o Tempo”, ministrada pelo professor de artes visuais, desenhista e fotógrafo, Valério Silveira. A programação ocorrerá de 05 a 08 de junho, das 15 às 18h, no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas. As inscrições, que são gratuitas, são realizadas via ficha de inscrição disponível no site www.diariocontemporaneo.com.br. As vagas são limitadas.

Foto: Valério Silveira

A temática desta 8ª edição do Projeto é “Poéticas e Lugares do Retrato” e a partir dela Valério irá trazer questões e exercícios usando outros sentidos da percepção visual. O tempo da fotografia é o instante do clique ou ele ocorreu antes, no momento do olhar? Ou depois, na fixação da imagem? Como medir o tempo da fotografia? E que tempo é esse que a fotografia mede?

“A fotografia é um recorte luminoso da vida, no tempo e no espaço. Sendo, na maioria das vezes, o tempo e espaço variáveis que têm níveis desiguais de nossas percepções. A fotografia suscita muitas questões sobre o espaço, e muitas vezes nos esquecemos de questionar o tempo, o seu tempo. Será que a captura fotográfica sempre representará um tempo passado? E no retrato, sempre será pretérito? O alguém que já passou e que já esteve? O que é o tempo no retrato? Sempre um clique será anterior a sua atualidade? Mas em relação a sua memória, o retrato pode ser posterior? Quais os tempos de um retrato? Execução, conservação e existência”, refletiu Valério Silveira.

O objetivo da oficina será proporcionar um diálogo sobre o retrato e suas práticas, usando a interpretação do tempo como elemento prioritário para a discussão e produção da imagem. “Alguns retratos trazem significados temporais que não veremos mais a não ser nele mesmo, e que vai variar de acordo com quem os observa. E é em busca desses significados que essa oficina se propõe a dialogar, exercitar e se materializar sobre o que nos diz ‘O Retrato e o Tempo’”, finalizou.

O FOTÓGRAFO

Valério Silveira é professor de artes visuais, desenhista e fotógrafo, aficionado por imagens e arte. Mestrado em educação na Universidade UFPA, com pesquisa na área da fotografia e da infância na cidade de Belém do Pará, na primeira metade do século XX. Em seu trabalho procura fugir do óbvio, e driblar as convenções da realidade. Sua produção fotográfica tende ao viés artístico.

AS EXPOSIÇÕES DO DIÁRIO CONTEMPORÂNEO

A exposição “Poéticas e Lugares do Retrato” exibe os trabalhos premiados, selecionados e participações especiais da 8ª edição do Diário Contemporâneo. As obras ficam divididas entre o Museu da UFPA e o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas. Além disso, o MUFPA recebe a mostra individual “Interiores”, com trabalhos de Geraldo Ramos, artista convidado. A visitação segue até dia 30 de junho, no MUFPA e 02 de julho, nas Onze Janelas.

SERVIÇO: Diário Contemporâneo inscreve para oficina com Valério Silveira. As inscrições são feitas pelo site www.diariocontemporaneo.com.br até 02 de junho. O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é uma realização do Jornal Diário do Pará, com patrocínio da Vale, apoio institucional do Museu da Universidade Federal do Pará, Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus/SECULT-PA e apoio da Sol Informática. Informações: Rua Gaspar Vianna, 773 – Reduto. Contatos: (91) 3184-9310; 98367-2468; diariocontemporaneodfotografia@gmail.com e www.diariocontemporaneo.com.br.